Posts Tagged ‘comunhao’

Conversão é comunhão interior


A vida nos apresenta múltiplas possibilidades para renascer. Sim, nascemos muitas vezes no decorrer da jornada. E cada nascimento é muito significativo. Quando estamos alinhados com nossa essência o momento da conversão acontece de modo especial e torna-se um divisor de águas em nossa caminhada. Em todas as religiões há o chamado para a conversão, mas, aqui falo da verdadeira e milagrosa conversão que só acontece no processo de comunhão interior, independente de religião.

Comungar espiritualmente é uma sensação que cada pessoa experimenta em seu íntimo. É um encontro divino que promove milagres ações. A conversão é um processo contínuo que, embora tenha suas importantes representações simbólicas dentro de cada religião, é aprimorado continuamente com a proximidade do sagrado que habita em cada ser humano. Respeitar a diversidade da fé é olhar o mundo com a lente da diversidade e entender que cada pessoa escolhe e segue sua rota quando é tocada no coração. A conversão sublime é bênção permanente.

Há sempre possibilidade para evoluir quando estamos em sintonia com nossa natureza criativa e compreendemos que cada passo é uma etapa de aprendizado e que temos a capacidade de criar e realizar nossos sonhos. A conversão na atmosfera da espiritualidade é uma trilha expansiva. No meu trabalho de Spiritual Coaching, eu tenho a feliz oportunidade de compartilhar de um processo que desperta e eleva as pessoas no processo de conversão interior que nasce com questionamentos profundos e simples, cujos desdobramentos são surpreendentes. O ritmo das mudanças cria um novo roteiro repleto de progressos e desafios.

Aprendo na prática cotidiana do meu trabalho que a verdadeira conversão nasce e ganha forma quando a pessoa tem consciência de sua centelha divina e assume a direção de sua estrada. O nascimento de uma nova percepção que cresce com a espiritualidade presente em todos os sentidos multiplica a graça em diferentes cenários. O que antes era fragmentado torna-se integrado. A conversão é presença da fé viva e do amor no servir com devoção a vida.

“Vocês homens são muito melhores do que a cultura moderna os faça acreditar, vocês são muito melhores do quanto vocês mesmos acreditam ser. Então não tenham medo de ser o que vocês são: criaturas divinas”, João Paulo II.